terça-feira, 31 de março de 2009

Falésia de cores


Em risco...


Finalmente consegui aceder à protecção dunar na Lagoa de Albufeira, as marés mais fortes fecharam a boca da lagoa e criaram uma língua de areia que permite passear livremente pela praia. Há algum tempo que desejava tirar uma fotografia a estas cercas, estas criam uma barreira contra as correntes de areia interrompendo a viajem dos minúsculos grãos levados pelo vento. Começa aqui o processo de estabilização da duna, depois a fixação da vegetação dunar vem dar uma ajuda preciosa na sua sustentação.

segunda-feira, 30 de março de 2009

Quando uma luz se apaga, outra se acende


A luz emitida por este farol, nas melhores condições atmosféricas, é avistada a mais de 26 milhas marítimas, isto é, aproximadamente 48 km de distância.
Agora uma curiosidade, o porquê de uma milha marítima medir 1852m? Esta medida foi obtida pela divisão do perímetro da Terra no equador, pouco mais de 40.000km, pelo número total de segundos achados na divisão angular desse mesmo perímetro, ou seja, 360ºx60s=21600s. Desta divisão resulta 1,85325 km, por convenção este número foi arredondado para 1852m.

domingo, 29 de março de 2009

Perigo - Alta Tensão!


Estava a preparar os filtros Cokin dentro do carro e apontei a este poste de alta tensão para definir a focagem e verificar as cores, acho que ficou engraçada. A ventania era tanta que andar parecia uma tarefa do outro mundo.

Sob três olhares...


Aqui, a conjunção de dois pontos de referência na Praça do Comércio, o Arco da Rua Augusta e a catenária dos eléctricos que por ali fazem paragem.

quarta-feira, 25 de março de 2009

Por cá novamente...


Devido a uma avaria na linha telefónica mantive-me ausente durante alguns dias, de volta, deixo-vos esta janela ao pôr-do-sol.

domingo, 22 de março de 2009

Local Mítico...



Como podem deduzir estas fotografias foram tiradas em alturas diferentes, e porquê duas do mesmo local com algum desfasamento nesta escala que é o tempo? Pois bem, este local mítico acaba por ser, invariavelmente, o destino final das minhas divagações fotográficas, uma atracção e fascínio por este local traça o destino da minha deambulação para aqui voltar na expectativa de encontrar algo novo, de diferente, posso dizer que há sempre algo que impulsiona para que um dado momento fique imortalizado, embora que, apenas digitalmente...

sábado, 21 de março de 2009

Ar, terra e mar


Passeando por Albarquel...



A julgar pelos destroços na praia, dias agitados se viveram por ali!
Achei particular interesse por um tronco de árvore que jazia moribundo naquelas areias, tirei algumas fotografias, o sol já ia alto, por isso a ausência de cor.

quarta-feira, 11 de março de 2009

O que desejarem...


Reservo-vos o direito de atribuírem um título a esta imagem, trata-se do por-do-sol fotografado do perto da Ermida das Necessidades em Vendas de Azeitão. Peço-vos então que puxem pela imaginação porque a madrugada já vai longa e a "tupperware" não tem pinga de inspiração... (se é que esta trapalhada toda se pode tratar de algum tipo de inspiração, mas enfim, fica para depois...) Adeus e até amanhã, vou dormir, isto já está a parecer o twitter.

segunda-feira, 9 de março de 2009

Malditos Semáforos...


Finalmente decidi tirar uma fotografia a esta conhecida estrutura em Setúbal. Já por ali tinha passado diversas vezes com a máquina em punho mas nunca tinha ficado com a sensação de que era aquele o momento. Ontem, ao contrário de muitas outras vezes, foi..., foi o momento porque estava na certa no local certo, uns tons no céu magníficos!
Os semáforos, estes controladores de tráfego rigorosos nas suas mudanças de cor, como quem muda de temperamento, ora teimosos e carrancudos, vermelhos de raiva, não deixam passar ninguém, ora alegres e contentes, frescos que nem uma verde alface, por vezes intermitentes... ausentes de certezas.
A sua presença nesta fotografia transporta-me para este estado de incerteza, não sei se os amo ou se os odeio por ali estarem ... Talvez seja a sua presença que a torna diferente.

Casa da Ribeira


domingo, 8 de março de 2009

Que mundo louco é este?...


Temperatura de Cor e Matiz completamente desajustadas, resultado?... Surrealismo puro!

O Amor é...


Carregar para a praia as cadeirinhas, o chapéu de sol e toda uma panóplia de adereços indispensáveis para lá passar uma tarde de domingo... só pode ser amor verdadeiro!!! Um bocadinho a roçar o masoquismo...

Fim de Tarde em Azeitão...


Neste Domingo, presenciei um dos fins de tarde mais espectaculares de sempre, Vénus deu um toque especial ao momento.

sexta-feira, 6 de março de 2009

Na noite...


Tentei obter um enquadramento em que a combinação do telhado e da regateira formassem um conjunto de linhas de força para obrigar o observador a prosseguir o caminho da fotografia até ao centro.

Telhados num banho de sol...


Vista parcial dos telhados de Candelario banhados pelo raios de sol do fim de tarde.

quinta-feira, 5 de março de 2009

Parece... mas não é!!!


E as vacas? Faltam as vacas...


Um recanto de Candelário


Calibrei o equilíbrio de brancos para a luz emitida pelo candeeiro, daí, no canto superior direito, a parede se apresentar azulada, nesta ainda incidia a ténue luz do final de dia. Apesar desta aberração de cor não deixei de gostar desta foto, gosto do enquadramento e da distorção da cor em si.

segunda-feira, 2 de março de 2009

La Covatilla...



O início de uma das muitas pistas da estância de Ski na Sierra de Béjar, "La Covatilla". Aqui, no ponto onde esta fotografia foi tirada , encontrava-me a 2369 metros de altitude, a paisagem é simplesmente maravilhosa como se pode verificar a seguir:


As traseiras...


Após uma semana de ausência no país vizinho, onde mais poderia ir senão passear pelos arredores do Cabo Espichel. Desta vez o céu encoberto auspiciava bons momentos de luz em pleno fulgor do dia.
Em todas as numerosas vezes que já visitei esta região poderia ter tirado uma fotografia semelhante, no entanto, nunca até ao Domingo passado, tinha reparado em como as traseiras do Santuário da Nossa Senhora do Cabo poderiam ter o seu encanto, equipei "le machine" com os meus filtros Cokin (kit de paisagem, aliás, o único que tenho eh,eh) e bombardeei a paisagem com uma série de disparos, aqui está um deles.

domingo, 1 de março de 2009

Candelario


Candelario, uma povoação típica espanhola, situada nas encostas da Sierra de Béjar, transporta o nosso imaginário para séculos atrás.